domingo, 31 de agosto de 2014

Até mais ver...

Bom dia gente :)

Vim comunicar vocês de algo que eu decidi faz semanas, e que meu coração já sabia há meses, mas que só agora criei coragem de dizer de uma vez: estou pondo um ponto final nessa minha jornada como blogueira literária.

Eu acho que ter um blog tem que ser prazeroso, tem que fazer bem. E não sinto isso há um bom tempo.

Não vou ficar dando desculpas, é só isso mesmo: escrever no Pirando com Livros não vem mais do coração.

Eu já tentei retomar várias vezes o ritmo que eu tinha antes, mas eu cansei de prometer e não cumprir e resolvi escutar meu coração.

Esse período como blogueira literária foi muito importante pra mim, foram os melhores anos da minha vida, eu cresci tanto lendo livros e outros blogs e escrevendo pra vocês! Muito obrigada a quem tem me feito companhia durante essa jornada. Muito obrigada a quem vai lamentar ler esse post, mesmo que leia meses depois dele ter ido ao ar. Vocês são uns amores <3

Em todos os meus anos como blogueira eu nunca recebi uma crítica negativa, então obrigada por terem sempre me feito mais feliz com seus comentários fofos.

Aos meus parceiros:
Podem tirar meu banner do blog de vocês e se quiserem que eu tire o de vocês daqui é só me procurar no Facebook (Alice Kaseker Ribeiro) e me mandar uma mensagem, ok? Um obrigada especial a todos vocês.

Acho que um dia volto à blogosfera. Acho que não ao Pirando com Livros, mas em todo caso, vou deixar ele no ar, para vocês terem acesso a tudo que eu escrevi por aqui e pra que eu possa retomar se um dia eu sentir falta.

Obrigada pelo carinho!
Alice.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Três Redes Sociais: #1

Oi galera.
Eu ando TÃO sem inspiração, vocês não tem ideia. Então me perdoem pela falta de posts ):

Bom, hoje é dia de inaugurar coluna nova! Yey.
Ok, o nome da coluna 'tá tosco, mas como eu disse, 'to sem inspiração. Se pensarem em um nome melhor, me digam nos comentários, se ficar aprovado eu mudo.

Enfim, a ideia da coluna é a seguinte: eu escolho um tema (que vocês podem sugerir nos comentários, para as próximas vezes) e indico três perfis de três redes sociais que falam sobre o assunto, e que eu goste.

Ok Alice. E daí, pra que eu iria querer saber disso? 
Bom chuchu, imagina só, você ta doido(a) por tal tema (exemplos: fantasias, steampunk, comida gourmet, decoração, rock, etc.) e você quer muito poder acompanhar na internet alguém que fale desse assunto com perfeição. Mas não sabe onde achar esse alguém, ou quer achar mais exemplos, então aqui estou eu pra te ajudar a encontrar!

O tema de hoje é: universo medieval/viking/celta/pagão.


Ok, podem parecer muitos temas, mas se você digitar qualquer um deles no google, você acabará encontrando uma grande teia que abrange esses outros e mais alguns, que eu não lembro no momento.
Normalmente, quem gosta de um, gosta de todos, podendo ter seus preferidos, etc. Bom, vamos começar.

Facebook

Garotas Vikings, fanpage. 


Eu sou suspeita pra falar dessa página, porque sou amiga de uma das administradoras, a Sif. Mas é uma página incrível. Os posts referem-se não só a cultura viking, como das outras citadas também. Existem alguns posts ocasionais que retratam a natureza, cenas de filmes que tem a ver com a página, e imagens do mundo fantástico em geral. 

Os posts são diários, e a qualidade deles é lá em cima. 

Enfim, pra quem, como eu, ama esse universo, vale a curtida. E não se esqueçam de adicionar a página a sua lista de interesses. 

Youtube

Adrian von Ziegler, canal.


O Adrian é lindo um compositor  de músicas instrumentais super talentoso. São diversos os estilos de  músicas que ele cria, e dentre elas estão as celtas e as vikings. Sim, pois é. Bom, mesmo seus outros estilos musicais combinam muito com esse universo. 

Se inscrevam no canal dele, curtam seus vídeos, e se deleitem com sua música. 

Instagram 

Ltnnog, usuário.



Esse é o perfil da Monica, uma artista talentosíssima, que posta suas artes no Insta. Ela não necessariamente é uma desenhista de medievalidades, mas vocês podem ver que esse mundo todo serve muito de inspiração pra ela.

E qual é, ela só tem 49 seguidores. Até eu tenho mais, rs. Então vamos dar uma força e seguir? Seu feed vai ficar ainda mais lindo.

E pra quem quer mais dicas de perfis de instagram confiram esse aqui e esse aqui.

***
Bom gente, é isso. Espero que tenham gostado.

Amanhã eu vou viajar pro Peru e ficar fora por 10 dias. Acho que não vou poder entrar e postar, mas prometo que quando voltar eu posto umas fotos da viagem e sigo com a programação normal (que não existe, rs).

Não se esqueçam de comentar sugestões pros próximos posts da coluna! Ou de comentar qualquer coisa, rs, eu retribuo todos os comentários, é só deixar o link do seu blog :)

Beijos, beijos!
Alice.



segunda-feira, 9 de junho de 2014

Resenha: O Circo da Noite

Olá pessoal!

Desculpem a irregularidade dos posts, mas essas últimas semanas tem sido corridas pra mim, mas nessa quinta começam as minhas férias, então acho que vai ficar mais tranquilo.

Então, hoje é dia de resenha! Vamos lá :)

Autor(a): Erin Morgentern
Páginas: 365
Editora: Intrínseca
Velocidade de leitura: Rápida
Nota: 5/5
Sinopse: Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.


Eu comecei a ler esse livro algum tempo atrás, e acabei a leitura logo em seguida. Mas realmente não deu pra postar a resenha antes. Eu estava planejando tirar fotos e até fazer uma maquiagem de circo pra postar, mas não deu tampouco ):

Enfim, eu não tinha grandes expectativas com relação a O circo da noite, e não poderia estar mais surpresa e satisfeita. É um livro incrível. O universo todo criado pela Erin é incrível.

O livro é narrado em terceira pessoa, de uma forma bem gostosa de ler. E apesar de ser uma história não linear (que se passa nos séculos XIX e XX), e isso causar certa confusão no começo, logo é mais fácil entender a linha do tempo.

Os personagens são uma grande incógnita durante o livro todo. Começamos com certa imagem de bem e mal, mas logo elas se fundem e os vilões não parecem ser tão maus, e os mocinhos não tão bons. Isso torna tudo mais imprevisível e interessante. E no final de tudo, todos ganharam meu coração de uma forma ou de outra.

Percebi que não foi só o meu, ao encontrar um monte de fanarts por aí, as minhas preferidas vocês conferem a seguir:

Lindas, né? (link original aqui)

A história em si, foi outra surpresa. Eu esperava a mesmice de sempre, mas encontrei uma trama original e brilhante, tecida aos poucos, com um final totalmente imprevisível (que eu gostei bastante).

A diagramação então, nem se fala! Toda bonita e estilosa, e levando em conta que eu só paguei 8 reais no livro pelo Submarino, a Intrínseca está de parabéns. Sério.

Resumindo, O Circo da Noite é um grande espetáculo. Recomendo, recomendo, recomendo!

A resenha está curta, mas acho que está satisfatória, hihi.

E aí? Já leram, querem ler? Comentem que eu retribuo.

Beijos, beijos.
Alice.


sábado, 31 de maio de 2014

Na Tela #2

Gente do céu. A última vez que eu escrevi nessa coluna foi em 2012, bem no comecinho do blog. O meu post tava uma desgraça, por favor não leiam, rs.

Estou aqui pra falar de uma série que vocês provavelmente não conhecem: Vikings.


Na minha lista de séries preferidas, Vikings ultrapassou Supernatural (o que eu nunca achei que pudesse acontecer) e conquistou o primeiro lugar. 

Com uma abertura de arrepiar (literalmente, é muito perfeita), um elenco lindo de morrer, paisagens deslumbrantes e personagens que conquistam seu coração, Vikings é uma série do History baseada na cultura normanda e nas aventuras de Ragnar Lodbrok (Lothbrok, na série) e sua família. 


A cultura viking retratada na série não tem uma precisão histórica perfeita, como vocês podem conferir neste link. Mas, apesar disso, é muito possível aprender mais sobre esse povo peculiar que sempre despertou minha curiosidade. 

Como muitos sabem, os nórdicos eram violentos, e se comparados conosco, tinham uma visão muito diferente sobre religião, sexo, vida e morte, etc. E essa visão é bem retratada na série, mas isso não a torna pesada demais. Existem alguns aspectos que suavizam isso tudo, e que tornam muito mais fácil assistir a série tranquilamente. 


Existem até o momento, duas temporadas. A primeira com 9 episódios e a segunda com 10. Atualmente a terceira temporada está sendo gravada e será exibida em 2015.


Não vou dar muitos detalhes a vocês porque a série em geral é bem complexa pra que eu fale de personagens específicos, etc. Mas tenho certeza que vocês podem encontrar facilmente esse material na internet, se assim desejarem. 


Fiquem apenas com a minha mais sincera recomendação e com meus elogios (gosto tanto de Vikings que a série já invadiu até mesmo meus desenhos, vocês podem ver um deles no meu instagram (aqui)).

Eu pessoalmente só conheço uma pessoa que assiste a série, então espero poder mudar isso. Assistam o primeiro episódio gente. Por favor. 

E pra fechar o post com chave de ouro, escutem a seguir a música tema de Vikings, que toca na abertura mais perfeita de todos os tempos. 



Comentem, eu retribuo.

Um beijo,
Alice. 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

{Através de Lentes}

Oi gente.

Desculpe não ter postado nos últimos dias, mas a falta de comentários me desanimou... Enfim, vou voltar ao meu ritmo normal apesar disso, embora talvez leve algum tempo pra eu me acostumar a sentar e escrever.

Hoje, eu estou retomando uma coluna meio abandonada que tem como objetivo mostrar a vocês as fotos que eu ando tirando. Pra vocês me ajudarem a melhorar.

Vocês vão, definitivamente, achar essas fotos bem diferentes das que foram colocadas no último post. Espero que gostem.






Caso alguém tenha essa ideia antes que eu: eu sei que na penúltima foto (uma prévia de um ensaio que eu estou fazendo de uma amiga - em parceria com a minha irmã) a modelo tem um braço cortado, mas ela não parava quieta, rs. 

Enfim, eu não estou com vontade de falar individualmente de cada foto, então se quiserem saber alguma coisa me digam nos comentários.

E, aproveitando o clima, eu quero convidar os meus leitores (se é que eu tenho algum :c), para conferir meu Instagram. Lá eu, vez ou outra, posto fotos das minhas leituras e de outras coisas pelas quais eu tenho certeza que vocês se interessariam. Sem selfies (nada contra elas, mas eu detesto perfis narcisistas), o meu perfil é do tipo pessoal-impessoal, rs, sem muito minha cara nele. Pra quem quiser conferir e/ou seguir, clique aqui

Bom gente, é isso. Eu IMPLORO que vocês deixem um comentário pra mim. Nem que seja só dizendo "oi, eu li seu post". Eu nem mesmo sei se vocês leem ):

Um beijo,
Alice.  




terça-feira, 13 de maio de 2014

{Aquisições do Mês}: Março

Oi galera :)

Se vocês viram meus últimos posts dessa coluna, vocês devem ter notado que eu andava cheia de livros pra ler, e bom, apesar desse tempinho de hiato ter me ajudado a por muita coisa no lugar (figurativamente, hahaha), eu ainda estou lendo bem devagar. Por esse motivo eu parei de ir atrás de livros o tempo todo e no mês de março comprei apenas três, e todos por causa da escola.

O meu professor de literatura é genial, sem mais. E todo bimestre ele seleciona quatro obras (no caso eram Feliz Ano Velho, Nêmesis, A Morte e a Morte de Quincas Berro D'água e Eu Receberia as Piores Notícias dos Teus Lindos Lábios)  e temos que escolher e ler uma delas, pra depois fazer um trabalho livre com base no livro (meu grupo escolheu Feliz Ano Velho). Entusiasmada pelas aulas brilhantes e ansiosa por conhecer mais os livros preferidos do meu professor, em vez de comprar apenas o escolhido pelo meu grupo, eu comprei este e mais dois.


Feliz Ano Velho é a autobiografia de Marcelo Rubens Paiva, que, aos 20 anos, jogava futebol, tocava guitarra, beijava mulheres, bebia e fumava. Um dia, ao mergulhar em um laguinho, quebrou a coluna e ficou paralítico. É um livro sobre um tema muito pesado, mas incrivelmente fácil de ler. 

Como comprei os livros na Estante Virtual, a maior rede de sebos online, os livros não estavam perfeitos, Feliz Ano Velho muito menos. Mas tudo bem, eu já esperava por isso, o que realmente me assustou foi a dedicatória escrita na folha de rosto (me assustou pelo conteúdo, não pelo fato de estar lá, já que eu tinha sido devidamente avisada). 


Fiquei mega curiosa pra saber quem era Miguel, mas fiquei com ainda mais preguiça de ir atrás. 

De qualquer forma, eu esqueci de anotar quanto cada livro custou, então eu vou ficar devendo essa pra vocês. O que eu sei é que nenhum custou mais de R$ 20, 00, e embora não fossem novos, estão super legíveis. Além do mais, eu adoro livros que carregam não só a história do enredo, mas também a história das marquinhas deixadas pelos antigos donos. 

Então, pra quem ainda não conhece, ou tem medo de confiar, recomendo: Estante Virtual. É um site incrível. 


Bom gente, acho que é isso. Se alguém comentar pedindo, eu posto pra vocês o resultado do meu trabalho, mas não vou ficar aumentando isso aqui se ninguém for se importar (#dramática).

Obrigada pela atenção, docinhos de coco (tinha escrito cocô, rs)

Beijocas!
Alice.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Fim do Hiato!


Oi gente linda do meu coração!

Eu finalmente estou de volta! Exatamente dois meses depois do meu último post, aqui estou eu novamente. 

Quem estava me acompanhando sabia que eu não estava muito bem, andava deprimida e os meus posts estavam bem forçadinhos. Eu não estava mais postando por prazer, e sim por obrigação. 

Eu tirei essas férias de vocês e do blog, porque eu realmente precisava. Voltei com tudo, minha criatividade está a mil, eu estou organizando alguns projetos, vou colocar em dia as "Aquisições do Mês", vou postar resenhas novíssimas, etc.

Espero conseguir trazer os meus antigos leitores (por favor não tenham me abandonado) de volta, e espero que vocês não fiquem muito tristes. Embora não me arrependa de sumir, me arrependo de não ter avisado e tal. Mas ok, passou.

Só vim aqui hoje pra deixar esse recadinho mesmo, essa semana eu atualizo o resto e daí começo com as novidades, ok?

Obrigada por serem legais e por favor sejam pacientes comigo, rs.

Beijocas <3
Alice. 


quarta-feira, 12 de março de 2014

Inspiração: Fotos!

Oi gente!

Nos últimos tempos, eu ando me deparando com trabalhos fotográficos maravilhosos. Ensaios tão lindos que ao serem vistos dão vontade de chorar. É bizarro.

Por causa deles, eu fiquei com uma vontade insana de tentar algo do gênero. E eu tentei... Com o que eu tinha em casa (irmã, quintal e roupas floridas), mas tentei. Confiram aqui.

E eu sei que as fotos que eu tirei não estão bem dentro do contexto das fotos em que eu me inspirei, e elas também não tiveram manipulação digital (pelo menos não drasticamente), mas eu gostei do resultado.

Enfim, dois artistas se destacaram no quesito de me inspirar: Kyle Thompson e Katerina Plotnikova.

Eles tem ideias diferentes, mas resultados igualmente maravilhosos.

***
Kyle Thompson tem 21 anos, é americano e mora em seu carro. Ele viaja ao redor de todo os Estados Unidos visitando casas abandonadas com seus amigos e lá tirando fotos maravilhosas. Elas tem personalidade e sentimento, e foi para elas que ele direcionou suas angústias e inseguranças. O resultado foi magnífico. Confiram alguns exemplos (para ver todo seu trabalho clique aqui).








Além de maravilhada, as fotos dele também me deixaram chocada com a quantidade de coisas que são deixadas em casas abandonadas. Estou doida pra fazer o mesmo que ele, quem sabe um dia...

***

Katerina Plotnikova é uma artista. Suas fotos retratam a mulher em uma ligação mítica com a natureza, com os animais. Vestidos esvoaçantes e animais selvagens compõe as imagens maravilhosas que nos fazem pensar: O que é real? O que não é? Eu realmente não sei. Vejam alguns exemplos (para ver sua obra completa clique aqui):








Eu fico maravilhada quando vejo essas imagens tão lindas. Elas são o que eu desejo para as minhas fotos no futuro...

***

Bom gente, é isso. Espero que tenham se sentido tão inspirados quanto eu quando descobri esses dois fotógrafos. Tirem muitas fotos, ok? Faz bem pra alma, hehe.

Um beijo,
Alice.

quarta-feira, 5 de março de 2014

{Aquisições do Mês}: Fevereiro

Oi gente!

Hoje vou mostrar pra vocês todos os livros que eu recebi em fevereiro.

Eles diminuíram de volume, vocês vão ver. Isso aconteceu porque eu estava comprando muito, apesar de estar lendo pouquíssimo. Resolvi dar um tempo e diminuir as compras.

Tecnicamente eu consegui. Não comprei nenhum, não em fevereiro. Os que foram comprados e que eu mostrarei aqui foram pagos em janeiro, apenas recebidos no mês seguinte. O resto foi ganhado/trocado...

Enfim.


O Que Foi Comprado:


Mais três livrinhos lindos da coleção mais querida do mundo (<3). Como Treinar o Seu Viking é tão fino! Paguei R$ 9,90 tanto por ele quanto por Como Partir o Coração de um Dragão (que eu nem sei que volume da série é, só comprei porque estava com um preço bom). Já em Guia do Herói para Vencer Dragões Mortais (que eu já li), eu paguei R$ 13,93. 


Finalmente, finalmente, finalmente! Eu já havia lido os dois primeiros volumes de Os Heróis do Olimpo, mas os dois exemplares eu havia emprestado de duas pessoas diferentes. Eu queria muito ler A Marca de Atena, mas não me lembrava do que tinha acontecido nos livros já lidos (li há bastante tempo). Precisava reler, e gostaria de ter, então esperei até achar os livros em uma promoção. Comprei (rachando meio-a-meio com a minha irmã) a coleção toda por R$ 69,90. Aproximadamente R$ 17,40 por livro. Acho que é uma boa média, não? 


Tava barato, comprei. Estou comprando os livros da coleção um a um. Mas antes de comprar o quinto acho que vou dar um tempo. Ler o segundo e começar o terceiro pra daí comprar o número 5. É ruim ficar comprando livros sem acompanhar na leitura. Enfim, paguei R$ 25, 83. 

O Que Foi Ganhado...


Dia 2 de fevereiro foi meu aniversário. Minha irmã me deu a edição de bolso de luxo de Alice e meus pais me deram a edição "ilustrada e comentada" de Rei Arthur! Eu amei os presentes. Pai, mãe, Ceci: obrigada, amo vocês!
Também ganhei dinheiro de alguns familiares que gastei em livros, então um obrigada especial a eles também.

O Que Foi Trocado...


Troquei um crédito no Plus do Skoob por esse livro lindão. Minha surpresa foi a finura do livro, não esperava que ele fosse tão curto. Mas enfim, a remetente foi a simpática Luciana, recomendo trocas com ela :)



Bom, se eu não contar o dinheiro que a minha irmã e minha mãe gastaram pra comprar os meus presentes (que no fim acaba sendo meio meu), eu gastei um total de R$ 129, 46. Adquiri 10 livros. Dá uma média de R$ 12, 90 por livro, aproximadamente. Tá bom, né?

Lembrando que todos os livros citados como comprados ali em cima foram comprados no Submarino. 

E gente, eu sei que eu tive um grande intervalo de tempo entre esse post e o anterior, mas eu já me expliquei pra vocês. Na verdade eu estou meio cansada de entrar em blogs e ler sempre "to sem tempo, não vai dar pra continuar postando, desculpa" e "to sem tempo, mas vou me dedicar mais e continuar postando porque postar no blog é vida". Eu posto quando der, quando eu conseguir. Fim. Não preciso parar completamente e nem me sobrecarregar. 

Não achem que eu estou julgando ninguém, não é isso. Eu entendo o ponto de vista desses blogueiros completamente! É só que... Irrita ler sempre a mesma coisa.

Enfim, desabafo básico, não liguem demais pra isso. 

Comentem qualquer coisa sobre qualquer coisa, quero interação com os meus poucos leitores ):

Tá, parei de falar. Tchau, tchau,
Alice.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Resenha: Contos de Fadas Norte Americanos

Olá humanos!
Como vão vocês?

Essa é a resenha de um livrinho nanico, não muito conhecido, que foi ganhado pela minha irmã em um evento, num saquinho cheio de outras coisas. E ele não passou disso por muito tempo, até que me dei conta de que seu autor era também o autor de O Mágico de Oz, livro que pretendo ler muito em breve. Depois dessa descoberta, vi o livro com outros olhos e fiquei muitíssimo curiosa para ler. Para saber o que eu concluí após a leitura, leia o post a seguir :)

Autor(a): L.Frank Baum
Páginas: 120
Editora: Martin Claret
Velocidade de Leitura: Lenta
Nota: 4/5
Sinopse: Contos de Fadas Norte-Americanos é uma coleção de doze deliciosos e originalíssimos contos repletos de magia e de encantamento, escritos por L. Frank Baum, o mesmo autor de uma das obras mais populares da literatura infantil, O Mágico de Oz.






Apesar da sinopse ser minúscula, ela diz muita coisa sobre esse livro. Os contos são realmente deliciosos (esse é um adjetivo perfeito para descrevê-los), possuem sempre uma ironia e um humor cômico por trás dos fatos, e a escrita de Baum é divertidíssima. Eles tem sempre uma moral, às vezes bem esclarecida, e às vezes não, quando é preciso pensar um pouco e refletir até encontrá-la.

"O que acontece quando queremos mais que podemos ter? E quando prometemos aquilo que não temos? Quando a ganância capital é nosso eixo sustentador da vida? Ou quando a tolice faz com que queiramos dominar o tempo?"

Cada conto tem sua peculiaridade, o que acontece neles nos faz refletir sobre a mentalidade humana e o que leva as pessoas a agirem de certo modo. Os personagens também são incríveis e singulares e acompanham seu pensamento mesmo muito depois de ter terminado a leitura. A habilidade de escrita de Baum me assusta, ele é brilhante.

"Muitas vezes, quando andava pelas ruas de Aberdeen, Frank era abordado por crianças que exigiam que ele contasse uma história. Essas crianças previram o seu futuro, viram a genialidade do contador de histórias que ele iria se tornar" (Linda MacGovern) 

Notem que na ficha técnica avaliei a velocidade de leitura como lenta, mas isso sempre acontece comigo quando o livro é separado em contos (ou capítulos de personagem). Eu acabo de ler um e fico meio atordoada querendo mais, é difícil seguir em frente e iniciar um novo sem um intervalo grande de horas ou até mesmo dias para aceitar o fim do último conto. Então sim, foi uma leitura demorada, apesar de ser um livro curto. Mas se você não tem problemas com livros de contos, então tenho certeza que sua leitura será mais rápida e fluída que a minha.

Na verdade o fato de ser um livro de contos também complica essa resenha, é ruim generalizar todos em um só, mas também não tenho condições de opinar em cada um dos 12 contos dessa coleção. De qualquer maneira, vou dizer pra vocês os títulos de todos eles, e depois digo os meus favoritos.

O Baú dos Ladrões
O Cachorro de Vidro
A Rainha
A Garota que Ganhou um Urso
As Letras Encantadas
O Hipopótamo Risonho
Os Bombons Mágicos
A Captura do Pai-Tempo
A Bomba Maravilhosa
O Manequim que Ganhou Vida
O Rei dos Ursos Polares
O Mandarim e a Borboleta

Os que eu mais gostei foram: A Rainha, O Hipopótamo Risonho, A Captura do Pai-Tempo, A Bomba Maravilhosa e O Rei dos Ursos Polares. Eles são maravilhosos.

Bom gente espero que tenham ficado curiosos e que leiam o mais rápido possível. Comentem suas opiniões!

Beijocas,
Alice.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Playlist: Overdose de Passenger!

Oi gente!

Primeiramente obrigada pelos comentários no último post. Amei ler coisas tão carinhosas, muito obrigada Melissa, Eduarda e Amanda. Vocês me confortaram mais do que imaginam!

Bom, desde que eu postei a última playlist eu ando escutando muito Passenger, uma das bandas que marcaram presença por lá. Então eu resolvi compartilhar com vocês 10 músicas do cantor pelas quais eu me apaixonei! Sugiro que vocês soltem o play e vão fazer outra coisa, é uma ótima trilha sonora :) Enjoy!


Agradeço também a Amanda Cristina, pela ajuda com o html necessário para o post, hahaha.

Um beijo,
Alice.


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Sobre 2014

Olá pessoas bonitas!

Esse post ficou bem longo, mas leiam por favor! Não tenham preguiça, vocês não vão nem perceber e já estarão acabando.

***

Como todos vocês sabem (só de ler o cabeçalho), esse é um blog literário. Ou pelo menos começou sendo. Eu realmente segui essa classificação por um bom tempo, mas comecei a achar repetitivo e então a variar, a falar sobre o que me viesse a cabeça.

Não achem que eu me arrependa disso, nem um pouco. Mas eu tenho realmente me afastado do tema central do blog. Embora eu goste que ele tenha variedade, o foco sempre foi e sempre será os livros. Mas como postar algo relacionado a eles se eu nem estou mais lendo muito? Não dá, essa é a resposta.



Esse ano minhas leituras já começaram meio atrasadas, é metade de fevereiro e eu só li 7 livros. Costumo ler mais que isso em apenas 1 mês! A verdade era que nas férias eu não lia por falta de animação, mas agora não tenho nem animação nem tempo. E eu nem preciso dos dois, se eu estiver realmente afim de ler algo, eu leio rapidinho, quando der e onde for.

Sei que tenho poucos leitores, e que é provável que ninguém realmente me atenda, mas eu estou implorando: conversem comigo. Sobre os livros que vocês tem e querem ler, sobre os que estão lendo, sobre os que eu estou lendo, sobre qualquer um. Isso faria uma enorme diferença.

***

Caso vocês estejam pensando: "meu Deus, essa menina mal fez 14 anos e já acha que não tem tempo, espera chegar nos 20", saibam que eu tenho certeza que vai ficar pior. Mas isso não muda o fato de que eu não tenho tempo de fazer nada, e quando tenho preciso dar uma folga pro meu cérebro, então fico de molho por 1 hora no Facebook. Talvez seja simplesmente a falta de prática, e que logo fique mais fácil, mas não tenho certeza disso.

***

A minha escola tem toda uma filosofia sobre "aula dada, aula estudada hoje". Por exemplo, hoje, em plena 6ª feira, eu tive 7 aulas (6 matérias). Quando eu chegasse em casa eu teoricamente iria ter que sentar e estudar matéria por matéria e fazer tarefas mínimas e complementares para cada uma. Eu ficaria 5 horas estudando. E eu não posso deixar pra outro dia! São muitas tarefas e elas vão acumulando e logo eu estou perdida. É impossível fazer tudo do jeito ideal. O que me resta então é apenas fazer as tarefas mínimas ou virar um zumbi. Escolho continuar sendo euzinha, obrigada.

Acho que talvez eu possa estar sendo dramática porque eu não tinha tanta tarefa ano passado, e meio que é um choque pra mim estar finalmente no Ensino Médio. Mas eu me sinto realmente pressionada. Não acho que conheça alguém que me entenda de verdade, está sendo uma loucura.

***

Eu sei que disse que ia continuar postando dia sim e dia não, e eu pretendo sim fazer isso, mas caso não puder fazer-lo, não vou ficar me desculpando o tempo todo (a não ser que necessário, é claro). Vocês já sabem o motivo, então espero que entendam porque esse ano vai ser difícil se as coisas não melhorarem.

Estou determinada a diminuir meu tempo online e só entrar no computador pra postar no blog e assistir séries (no dias de lançamentos, pra eu não me perder). Não postarei no Facebook e nem no Twitter do blog por esses motivos. Não é como se eu tivesse muita audiência por esses lugares de qualquer forma...

Espero que tenham lido até aqui :) Obrigada a quem leu!

Beijos,
Alice.


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Minhas Animações Preferidas!

Olá! 

Eu, como muita gente, adoro animações. Esse post é uma lista das minhas 6 preferidas, da última posição para a primeira. 

Enrolados



Não me levem a mal, eu AMO Enrolados. Amo os personagens, a história fofinha, tudo. Só que eu gosto mais de outros, entendem? Foi realmente difícil escolher qual filme ficaria em último, mas acho que por ter visto esse há um tempinho eu devo ter esquecido como ele é mágico e tal, coisa que eu só sei teoricamente. 

A Origem dos Guardiões



Como não amar Jack Frost? Ele é muito fofo. Eu adorei o filme em geral, mas por se tratar de um tema um tanto comum, a perda da imaginação das crianças, ele não me conquistou totalmente. Mas de jeito nenhum ousaria colar o Jack em último, por isso o filme fica em quinto.

Frozen: Uma Aventura Congelante



O mais novo de todos. Muito fofo. Os personagens clássicos: uma heroína bobona, um herói bobão, um animal bobão (a rena da imagem) e o palhação do filme (no caso Olaf, o boneco de neve). Tem como não amar esse "bando de bobão"? Eu não acredito que seja. O filme está em quarto porque  não gostei de terem músicas a cada minuto sendo cantada pelos personagens, parecia mais um musical. Mas aprovei o final não muito Disney, em que [SPOILER] a mocinha não foi salva pelo mocinho. Uma grande evolução para a "breguice" fofa da Disney.

Reino Escondido



Eu amei esse filme, que aliás foi inspirado em um dos livros infantis de William Joyce, o mesmo autor dos livros que inspiraram A Origem dos Guardiões (eu preciso deles todos urgentemente).  Eu adoro a ideia de pessoas pequenas com cara de fada que vivem secretamente no nosso mundo. É tão incrível. Os personagens são todos ótimos e bem convincentes. Eu gostei muito mesmo da história! Antes de assistir eu não achei que pudesse me apaixonar por um personagem de um desenho, mas aconteceu. Me apaixonei perdidamente por Nod. Fazer o que?

Valente 



Gosto muito mesmo desse desenho. A Merida é diferente das outras princesas de animações, eu gosto muio dela. Amo o tema medieval e a mensagem que o filme passa. É clichê, mas fofo. E embora a história pareça meio sem sentido pra mim, qual das histórias acima tem algum? 

Como Treinar o Seu dragão



Todo mundo que acompanha o blog sabe que eu amo os livros da Cressida Cowel, e embora o filme não tenha nada a ver com os livros, eu acho que ele soube captar a essência da série literária muito bem. Tudo o que eu sinto quando eu leio Como treinar o seu dragão, eu sinto quando eu assisto Como treinar o seu dragão. Mal posso esperar pelo 2!


Essas animações são bem famosas, tenho certeza de que se você assistiu qualquer uma delas, você gostou. O ponto do meu post foi dizer a vocês qual eu gosto mais, o que foi um desafio. Quero saber o que vocês acham. Concordam com a minha classificação ou a mudariam alguma coisa? Comentem!

Um beijo, 
Alice.